Boas-vindas à maior loja de fardas on-line do Brasil!
Carrinho 0

Os uniformes militares e a Camuflagem

Celso Faria Airsoft camuflagem casaoutdoor exército exercito brasileiro fardamento heróis história história do brasil militar militarismo moda militar pegada militar uniformes do exército brasileiro

casa outdoor

Para entender o uso dos uniformes camuflados, é preciso voltar um pouquinho no tempo, no nascimento das guerras Mundiais. As primeiras estampas camufladas foram desenvolvidas durante a Primeira Guerra Mundial. O intuito era proteger os soldados com roupas que se camuflassem na vegetação.
Mas,no início, como aprendemos na aula de história,os soldados britânicos costumavam usar roupas altamente visíveis, incluindo os casacos escarlate. (Os casacos vermelhos estão chegando!) Isso talvez não tenha sido muito inteligente, mas eles não eram os únicos a fazerem o mesmo.
Os primeiros soldados da América usavam uniformes azuis e os soldados franceses usavam calças vermelhas. Com o tempo, esconder a presença militar de alguém se tornou a escolha mais astuta. Atualmente, os soldados usam apenas uniformes coloridos durante as cerimônias e desfiles.
Já na Europa do século 19, os uniformes militares eram habilmente feitos em cores sóbrias e fechadas para evitar serem detectados facilmente. No século 20, na França de 1915, o padrão que chamamos de camuflagem nasceu. Nesta época, durante a Primeira Guerra Mundial, o equipamento militar – tanques e rifles – eram visivelmente maiores. Isso significava que eles podiam ser detectados mais prontamente – não apenas porque eram volumosos, mas porque a fotografia aérea havia se tornado popular na mesma época.
A camuflagem pode manter o armamento do exército francês em segredo. Eles contrataram pintores de cenários (camufladores) para criar os primeiros desenhos. É aqui que se origina o nome camuflagem. Uma unidade de apenas trinta pintores criou os primeiros padrões de camuflagem. Esses artistas aplicaram o padrão a redes e tecidos que se transformaram em lonas e uniformes. Ao final da guerra, três mil artistas faziam parte da equipe camufleur.


Os tons verde, caqui e cinza-campo, comumente usados nos uniformes camuflados daquela época, fundiam-se com a paisagem, dando a chance dos militares se esconderem e também avançarem de maneira sorrateira e quase invisível contra seus adversários.
Na Segunda Guerra Mundial, a vestimenta teve melhorias para uma proteção ainda maior dos soldados. Durante essa batalha foram criadas as roupas com manchas em formas de rins, até hoje bastante utilizadas. No final dessa guerra, o design do uniforme camuflado evoluiu rápido. Usando de inspiração os movimentos artísticos da época, como o cubismo, artistas modernos ajudaram a criar padrões ópticos nas roupas para enganar os olhos.

.....
Nos vemos no próximo post sobre o assunto....
.

.
Na imagem @fraga_airsoft



Postagem anterior Postagem seguinte


Deixe um comentário